• Eterno Inconformado
  • Eterno Inconformado
  • 25 de fev de 2016

    #156 Tradições e Reputação: o que os outros vão dizer?

    Algumas ações que aparentemente soam normais e feitas porque todo mundo faz, seja lá desde quando, pode ser um encalço em nossa caminhada cristã, mas graças a Deus por Seu amor e misericórdia eterna que não nos deixa perecer. De início, imagine o mundo à moda antiga, ou outras culturas, onde uma mulher grávida antes do casamento era taxada como indecente, réproba e de baixo nível quando comparada às outras “bem faladas” da sociedade. De igual forma, ainda hoje, imagine escândalos envolvendo cristãos ou pessoas de caráter aparentemente íntegro, mas que do nada desapontam geral (filhos de dirigentes de igreja que o digam quando vacilam ainda que por um instante). E quanto às tradições? É preciso lavar a honra, pensam. Se você engravidou uma moça pura, deve casar com ela (obrigado), senão o pai dela te mata! Você violou nossas leis, e agora vai pagar com a vida (e tome-lhe açoites e derramamento de sangue). Em outras palavras, cumprir a lei à risca parecia mais importante que o amor. E acredite: isso acontece (e muito) em nossos dias. Talvez não tanto na nossa cultura ocidental, mas em muitos países de cultura africana e oriental, as tradições devem ser seguidas ao pé da letra; quando não, há desonra e a reputação dos líderes em questão é posta à prova.

    Tradições e Reputação - O que os outros vão dizer

    Agora imagine tudo isso mencionado no parágrafo acima nos dias de hoje: quando pais descobrem que sua filha engravidou, que seu filho se envolveu com drogas ou tantos casos mais. A impressão para a maioria das pessoas é de que esses pais não souberam educar seus filhos. O que fazer? Expulsá-los de casa? (lavar a honra, em nosso contexto) Jogar na cara todos os seus erros (você quebrou a tradição e agora está frito!) ou agir com a diferença do amor cristão (o típico modo de quem se recusa a seguir padrões mundanos)?!

    Antes, por favor, não quero que você entenda que se alguém que você conhece (familiar, amigo ou outra pessoa) se envolveu com algo dos exemplos acima (gravidez precoce, drogas, homossexualismo ou algo assim) que você deverá passar a mão em sua cabeça, como se nada tivesse acontecido. A ideia é quebrar tradições e a ideia de lavar a reputação fazendo coisas mirabolantes para impressionar as pessoas ao redor a fim de impor respeito. Em casos assim, deve-se acolher ao invés de lançar fora, como nossas tradições culturais preferem mostrar. Com amor resolve-se qualquer situação por mais embaraçosa que ela possa parecer[1]. O interessante é que devemos ter responsabilidade e exigir de certa forma a mesma responsabilidade da pessoa que tiver cometido alguma atitude arbitrária. Lembre-se: responsabilidade é a capacidade de responder, sendo assim permita-os tal resposta.

    Para terminar, medite na passagem abaixo relatada pelo profeta Jeremias, onde alguns judeus acreditavam que seguir a tradição de queimar incenso à “rainha dos céus” era algo que deveria ser mantido à risca, porque senão ela poderia castiga-los. Manter essa tradição estava levando aquele povo a deixar de adorar ao Deus de soberania incontestável; sendo assim, cuidado! (Similar a quem faz promessas anuais e deve pagá-las ano após ano. JESUS LIBERTA!)

    “Então responderam a Jeremias todos os homens que sabiam que suas mulheres queimavam incenso a deuses estranhos, e todas as mulheres que estavam presentes em grande multidão, como também todo o povo que habitava na terra do Egito, em Patros, dizendo: Quanto à palavra que nos anunciaste em nome do SENHOR, não obedeceremos a ti; mas certamente cumpriremos toda a palavra que saiu da nossa boca, queimando incenso à rainha dos céus, e oferecendo-lhe libações, como nós e nossos pais, nossos reis e nossos príncipes, temos feito, nas cidades de Judá, e nas ruas de Jerusalém; e então tínhamos fartura de pão, e andávamos alegres, e não víamos mal algum. Mas desde que cessamos de queimar incenso à rainha dos céus, e de lhe oferecer libações, tivemos falta de tudo, e fomos consumidos pela espada e pela fome.”
    {Jeremias 44:15-18}

    Que o Eterno nos ensine. Ele é bom! =]

    [1] Conforme Provérbios 10:12
    Mais textos de Exortação:

    Escrito por:Vítor Macedo

    Baiano, nascido em 1995 e fácil de ser caricaturado por ser barbudo e parecer um nerd. Não tem conta no FB e ainda não aprendeu a gostar do Whats. Além de gostar de psicologia e de coisas fora do comum, tem como hobbies escrever, fazer arte e mexer com códigos de programação. Depois de ser achado por Cristo, descobriu o sentido da palavra felicidade. Se encontrá-lo por aí, no mínimo, ouvirá que Deus é bom, muito bom! =]

    • Blogger
    • Disqus

    Seja o primeiro a comentar!

    Deixe teu comentário!

    Conte-nos algo sobre o texto! Será um prazer ouvir você! =]

    Topo