• Eterno Inconformado
  • Eterno Inconformado
  • 27 de mai de 2017

    #187 Hoje é um lindo dia para morrer

    Sim, hoje é um lindo dia para morrer. Eu sei que ninguém acorda pensando nisso, muito menos em expor publicamente suas condolências esfarrapadas para andarem como zumbis no meio de uma massa inerte. É incrível como temos coragem para nos matar aos poucos, mas sequer temos a bravura de encarar os problemas de frente e arriscar. Saia do barco, atravesse a ponte, levante-se do sofá! Hoje é um lindo dia para morrer para teus caprichos e viver para aquEle a quem você deve o ar inspirado e as inspirações para criar poesias. Sim, hoje é um lindo dia para morrer e germinar a semente esquecida embaixo do cobertor.

    salto de paraquedas da estratosfera

    Uma das piores coisas na vida de quem conhece a Deus e sabe que Ele é bom, é já ter provado do Seu amor e, com o passar do tempo, viver tudo isso de maneira normal, mecânica, rotineira... é insuportável! Saber que cada dia pode ser algo único com o Amado, o Criador, e deixar esses dias passarem como meros eventos de calendário é muito, mais muito chato! Nossos dias precisam ser intensos, onde cada momento seja um ato de adoração, seja em uma fila no banco, em passos pela rua ou em uma simples olhada para o céu dentro de um ônibus... viva intensamente em adoração ao bom Pai e dê um basta na rotina! Cuide do teu relacionamento com Ele. Isso é mais importante que tudo!

    “Oh! se fendesses os céus, e descesses, e os montes se escoassem de diante da tua face, como o fogo abrasador de fundição, fogo que faz ferver as águas, para fazeres notório o teu nome aos teus adversários, e assim as nações tremessem da tua presença! Quando fazias coisas terríveis, que nunca esperávamos, descias, e os montes se escoavam diante da tua face. Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu um Deus além de ti que trabalha para aquele que nele espera. Saíste ao encontro daquele que se alegrava e praticava justiça e dos que se lembram de ti nos teus caminhos; eis que te iraste, porque pecamos; neles há eternidade, para que sejamos salvos?”
    {Isaías 64:1-5}

    A frase que dá título a este texto aparece (de maneira similar) em determinadas produções artísticas. Particularmente, não a interpreto como uma mensagem depressiva ou suicida. Para ficar mais claro o sentido que a tomo, vou relatar um fato que me aconteceu há alguns dias durante a preparação de um evento em nossa congregação: eu estava meio mal, porque sou meio perfeccionista, e, desenvolvendo um projeto que seria exposto naquele mesmo dia, me peguei triste porque não consegui determinado fator para o projeto ficar na íntegra. Em outras palavras, foi como a parábola das cem ovelhas, onde uma se desvia e o pastor deixa as 99 no aprisco para buscar a que se perdeu: eu tinha 99, mas faltava uma! Fato é que, para a glória de Papai do céu, o projeto foi concluído e exposto com êxito, nosso objetivo foi alcançado e um pouco antes da exposição aos irmãos da igreja, senti Deus falar várias coisas comigo; seguem duas coisas que o Senhor me disse:

    1. Por mais que eu achasse que o projeto não estava “perfeito”, eu tinha motivos de sobra para me alegrar, porque o projeto em si não foi nada simples e sem a graça dEle, nada, nada mesmo, seria possível! Será que vale a pena eu ficar mal por não atingir os “100%”, se foi Ele quem nos deu todos os outros 99% nos ajudando em tudo, desde o planejamento? Certamente, não, porque não fui eu quem fiz, mas foi Ele quem nos guiou e cuidou de, absolutamente, tudo!

    2. Tentamos com o nosso máximo. Algumas coisas não dependiam de nós. Um pouco antes do plano ser exposto, eu comentei com uma das minhas amigas do grupo que se eu tivesse morrido aquele dia, eu teria morrido feliz, simplesmente, porque se minha partida tivesse sido naquele dia, eu tinha consciência de que não agi como um covarde que não tentou, mas que, com a graça e bondade de Papai do céu, tentei chegar aos “100%” do projeto até o último instante. Mas, o que para mim ficou nos 99% foi mais que suficiente para rendermos glórias ao Senhor e perceber que é Ele quem está no controle de tudo e de todas as coisas e que toda a glória pertence somente a Ele.

    Falando em glória, eis nossa função como filhos do Senhor: viver para honrá-Lo. Você não apenas existe, mas vive e teu viver deve ser para glorificá-Lo! Esta é a nossa identidade em Cristo: representantes do Deus Soberano aqui neste mundo, feitos para O adorar (leia Isaías 43:21).

    E, por favor, pare de se comparar e de dizer que vai se preparar. Hoje é um lindo dia para morrer (desde que se tenha vivido ao máximo). Sendo assim, então, morra viva! Que Papai do céu te abençoe e te guarde! =]
    Mais textos de Edificação:

    Escrito por:Vítor Macedo

    Baiano, nascido em 1995 e fácil de ser caricaturado por ser barbudo e parecer um nerd. Não tem conta no FB e ainda não aprendeu a gostar do Whats. Além de gostar de psicologia e de coisas fora do comum, tem como hobbies escrever, fazer arte e mexer com códigos de programação. Depois de ser achado por Cristo, descobriu o sentido da palavra felicidade. Se encontrá-lo por aí, no mínimo, ouvirá que Deus é bom, muito bom! =]

    • Blogger
    • Disqus

    Seja o primeiro a comentar!

    Deixe teu comentário!

    Conte-nos algo sobre o texto! Será um prazer ouvir você! =]

    Topo