• Eterno Inconformado
  • Eterno Inconformado
  • 14 de jun de 2017

    #196 Livra-nos do orgulho, amém!

    A cada passo de honra, leve a humildade junto. Você não precisa se preocupar com que a mesma sociedade que te humilhou veja o quão honrado por Deus você foi. Antes de querer ser visto, mostre Deus em tuas atitudes para com eles. A cada passo de honra, leve a humildade junto contigo.

    “O coração do homem se exalta antes de ser abatido e diante da honra vai a humildade.” – Provérbios 18:12

    §1. Conselhos:
    Se conselho fosse bom, não se dava; vendia. Frase egoísta. Bons conselhos são bons, sim, e são de graça... frutos da graça. Bem-aventurados são os que sabem ouvir. Não despreze correções, não seja tolo. Esqueça os rótulos, os títulos e os cargos. Há um provérbio (italiano, eu acho) que diz: no fim do xadrez, o rei e os peões voltam junto para a mesma caixa. E Salomão, sabiamente, nos orienta: “Quem se isola, busca interesses egoístas, e se rebela contra a sensatez. O tolo não tem prazer no entendimento, mas sim em expor os seus pensamentos.” (Provérbios 18:1-2 - NVI)

    §2. Isso se chama graça
    Basta pensar que se chegou ao topo para começar a cair. A soberba precede a queda (leia Provérbios 16:18). Se esquecer de que é Deus quem estabelece e retira príncipes e reinos, se esquecer de quem Ele é, de onde você veio, de quem te estendeu a mão, definitivamente, não é motivo para se orgulhar. Veja Daniel, por exemplo. O cara foi “o cara”, mas a cada passo de honra, Daniel levou a humildade junto. Foi nosso jovem quem escreveu o trecho citado aí acima: Ele remove os reis e estabelece os reis; Ele dá sabedoria aos sábios e conhecimento aos entendidos (leia Daniel 2:20-23). Daniel sempre soube que adiante da honra, vai a humildade. Ele sabia que só Deus é digno de toda glória, afinal somos como machados e serras usados pelo Senhor. Sem Ele, não podemos nos mover sozinhos, seja para cortar, serrar ou o que for. No tudo ou no nada, na fartura ou na escassez, na honra ou no fracasso, dependa absurdamente dEle para tudo!

    “Porventura gloriar-se-á o machado contra o que corta com ele, ou presumirá a serra contra o que puxa por ela, como se o bordão movesse aos que o levantam, ou a vara levantasse como não sendo pau?” – Isaías 10:15

    §3. Cê tá muito exaltado, fera
    Situação diferente foi a vivida por Nabucodonosor (Daniel 4:28-37) e por Herodes (Atos 12:21-23). Ambos eram reis, mas o problema não estava no cargo, e, sim, na megalomania que lhes subiu à cabeça. O primeiro precisou, literalmente, ir comer capim para aprender que Deus humilha quem se exalta (e você não precisa se prender ao inverso da frase); o segundo se deixou levar pelos louvores vindos das massas e foi ferido por não atribuir glória ao Deus da glória. Tenha muito cuidado com a maioria, com certos elogios (alguns – não todos - podem funcionar como armadilhas), palmas e palavras de reconhecimento (leia Provérbios 27:21).

    orgulho aplauso elogios vaidade

     §4. Estar com o bom, bom Pai! *^^*
    Ainda não terminou. Se você aspirava tanto fazer a obra de Deus, por que agora repensaria o desejo de outrora? A hora chegou, cara! A igreja local é o começo dos rumos que virão. Não é você quem decide; é o Senhor Deus! Aproveito e menciono aqui o que um grande amigo e irmão me disse: “Fazer a obra de Deus” é diferente de “fazer a vontade de Deus”. Um é o trabalho, o outro, a santificação, e trabalho sem santificação não dá, não é mesmo? Busque a santificação constante e alie a vontade de Deus com Sua obra. Nada é melhor do que, antes de trabalhar para Deus, trabalhar com Deus, como escreveu Max Lucado. Saber que é Ele quem faz, absolutamente, tudo, não deixa espaço para o nosso orgulho, afinal somos como crianças que o bom Pai convida a colocar cerejas em cima do bolo que acaba de ser preparado (isso também foi uma grande amiga e irmã quem me ensinou). Nos alegramos enquanto Seu Nome é glorificado e engrandecido.

    “Eu não posso de mim mesmo fazer coisa alguma. Como ouço, assim julgo; e o meu juízo é justo, porque não busco a minha vontade, mas a vontade do Pai que me enviou. Se eu testifico de mim mesmo, o meu testemunho não é verdadeiro. Há outro que testifica de mim, e sei que o testemunho que ele dá de mim é verdadeiro.” – João 5:30-32

    Agradeça a Deus por Ele te livrar de você mesmo e prefira o discurso indireto frente ao direto. Afirme sim, somos dependentes, graças a Deus! Soberania, bondade e graça sempre. O “prazer” de trocar o Ele pelo eu, nunca. Livra-nos, Senhor, do orgulho, hoje e sempre. Amém.

    Leia também: Vai ter virada
    Mais textos de Edificação:

    Escrito por:Vítor Macedo

    Baiano, nascido em 1995 e fácil de ser caricaturado por ser barbudo e parecer um nerd. Não tem conta no FB e ainda não aprendeu a gostar do Whats. Além de gostar de psicologia e de coisas fora do comum, tem como hobbies escrever, fazer arte e mexer com códigos de programação. Depois de ser achado por Cristo, descobriu o sentido da palavra felicidade. Se encontrá-lo por aí, no mínimo, ouvirá que Deus é bom, muito bom! =]

    • Blogger
    • Disqus

    Seja o primeiro a comentar!

    Deixe teu comentário!

    Conte-nos algo sobre o texto! Será um prazer ouvir você! =]

    Topo