• Eterno Inconformado
  • Eterno Inconformado
  • 3 de jun de 2017

    #190 Rinocerontes

    Falo de almas e de sangue
    E sem calma, digo que não sei
    Dentro de casa, fora de si
    O meu melhor não te darei

    Seja cabana em tempos de chuva
    Areia na ampulheta da praça
    Fora de si dentro de casa
    A vida corre e a carreira passa

    Seja cuidado cuidando de quem te ama
    Não se descuide, não rasgue o desmo
    Nos braços de quem te ama seja cuidado
    Bem recíproco, assim mesmo

    O respeito fez morada lá em casa
    E se Roma me tem amor, desconheço
    O lavrador diligente conhece a rota do arado
    Subi no ônibus, sim... é sumindo que apareço

    Não é sobre ir para Pasárgada. É sobre partir e cantar.
    O modelo tradicional não foi quebrado. As cartas ruirão ao ar.
    As hélices são as mesmas. Vivo no canto do exílio.
    Não se parte, se dilacera. Não é utópico meu idílio.

    Não te rinocerontes, filho
    Escute-me e não te eleves
    Se o peso te sobrecarrega
    Diga-me, então, o que queres

    Se queres abraços, abrace
    Leve um pouco deles em ti
    Se leve pelo que é leve
    Fora de casa, dentro de si

    “Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel.”
    {1 Timóteo 5:8}

     rinocerontes
    Mais textos de Exortação:

    Escrito por:Vítor M. Fagundes

    Baiano, nascido em 1995, curte escrever (de textos incomuns a códigos de programação) e, para ele, o normal é não ser normal. Depois de ser achado por Cristo, Vítor descobriu o que é viver e o que é a felicidade plena. Se encontrá-lo por aí, no mínimo, ouvirá que Deus é bom, muito bom! =]

    • Blogger
    • Disqus

    Seja o primeiro a comentar!

    Deixe teu comentário!

    Conte-nos algo sobre o texto! Será um prazer ouvir você! =]

    Topo