• Eterno Inconformado
  • Eterno Inconformado
  • 3 de mai de 2018

    #210 Havendo eu sido cego, agora vejo! (Parte 1)

    Com base no riquíssimo capítulo de João 9 (nessa primeira parte com um enfoque a partir do verso 1, onde Jesus após anunciar – no capítulo 8 do mesmo Evangelho – Sua superioridade em relação a Abraão e ser Ele mesmo a verdade que liberta, encontra um homem cego de nascença e o cura. Daí até o verso 23, vejamos um panorama desta passagem com a nossa vivência cristã.

    eis que era cego e agora vejo - cinemagrafia óculos


    1. A Soberania de Deus é absoluta e inquestionável.
    Procure viver sempre em temor e obediência ao Senhor. Quando as coisas parecerem inexplicavelmente adversas (como o que aconteceu com José, por exemplo), não indague. Mantenha a fé e não perca de vista a soberania de Deus. Um dia, as peças se encaixam e Sua glória é manifestada.


    “E os seus discípulos lhe perguntaram, dizendo: Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego? Jesus respondeu: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus.” – João 9:2-3

    2. Sábado, mais conhecido como Dia Internacional da Arte (eu sei que pareceu sem sentido)
    Manifestemos o refletir da glória do Senhor Deus enquanto é dia! Enquanto Deus encarnado no mundo, Jesus foi sua luz. Relevância, constância e diligência são palavras-chave aqui.


    “Convém que eu faça as obras daquele que me enviou, enquanto é dia; a noite vem, quando ninguém pode trabalhar. Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo.” – João 9:4-5

    3. Olhos abertos, glória a Deus! \(.) (.)/
    Por um instante, penso que Jesus cuspir na terra e fazer um lodo para que o cego passasse a enxergar seja um prenúncio do que Lhe aconteceria: Ele foi cuspido no rosto enquanto estava no sinédrio, às vésperas de Sua crucificação e morte (leia Mateus 26:67), morte essa que nos trouxe vida e abriu os nossos olhos para o Pai!

    No mais, note que o cego obedeceu e foi lavar seus olhos no tanque de Siloé, onde Jesus lhe pediu. Atente-se ainda ao significado do nome desse tanque: o Enviado – veja Jesus como o Enviado de Deus, onde quem lava Sua vida em Suas águas tem os olhos restaurados.


    “Tendo dito isto, cuspiu na terra, e com a saliva fez lodo, e untou com o lodo os olhos do cego. E disse-lhe: Vai, lava-te no tanque de Siloé (que significa o Enviado). Foi, pois, e lavou-se, e voltou vendo.” – João 9:6-7

    4. Isso se chama graça!
    Uma vida transformada por Jesus desperta a curiosidade daqueles que antes viam apenas tristeza e escravidão: Quem conhecia aquele homem como um cego, agora se perguntava “não é este aquele que estava assentado e mendigava?”. A quem passou a enxergar e teve a vida transformada por Jesus, resta testemunhar Seus feitos e dizer que foi Ele, Jesus, quem nos abriu os olhos.


    “Então os vizinhos, e aqueles que dantes tinham visto que era cego, diziam: Não é este aquele que estava assentado e mendigava? Uns diziam: É este. E outros: Parece-se com ele. Ele dizia: Sou eu. Diziam-lhe, pois: Como se te abriram os olhos? Ele respondeu, e disse: O homem, chamado Jesus, fez lodo, e untou-me os olhos, e disse-me: Vai ao tanque de Siloé, e lava-te. Então fui, e lavei-me, e vi.” – João 9:8-11

    5. Convicção eterna, não terrena.
    Após anunciar que foi Jesus quem lhe curou, aquele homem passou a ser interrogado por vizinhos e fariseus, correndo o risco de ser expulso da sinagoga. Tentaram lhe pressionar e conter a glória de Jesus, mas o homem que era cego permaneceu firmemente convicto em testemunhar Jesus a todos eles. Em contraste com o curado destemido, havia sua família que ainda reconhecendo que seu filho nascido cego agora enxergava, tímidos, tinham medo de confessar Jesus.


    “Seus pais lhes responderam, e disseram: Sabemos que este é o nosso filho, e que nasceu cego; mas como agora vê, não sabemos; ou quem lhe tenha aberto os olhos, não sabemos. Tem idade, perguntai-lho a ele mesmo; e ele falará por si mesmo. Seus pais disseram isto, porque temiam os judeus. Porquanto já os judeus tinham resolvido que, se alguém confessasse ser ele o Cristo, fosse expulso da sinagoga.” – João 9:20-22

    6. O que pesa mais para você?
    Segundo os fariseus, Jesus não poderia ser de Deus, pois ele não guardou o sábado. Ao invés disso, Ele efetuava curas e milagres no dia do descanso. E o milagre de amor com o ex-cego não conta? E nós, como agimos quando entre a lei e o amor? Não podemos ser demagogos, muitos menos legalistas. É essencial um equilíbrio entre agradar pessoas e obedecer regras, mas amá-las é mais essencial ainda. Para todo efeito, fica um conselho: não veja apenas as falhas das pessoas (ou muito menos o que Deus não vem fazendo por você). Abra os olhos e veja as atitudes positivas delas e muito mais o que Deus vem fazendo por você. É questão de perspectiva.

    Leia também: A ingratidão e o Texto I.


    “Então alguns dos fariseus diziam: Este homem não é de Deus, pois não guarda o sábado. Diziam outros: Como pode um homem pecador fazer tais sinais? E havia dissensão entre eles. Tornaram, pois, a dizer ao cego: Tu, que dizes daquele que te abriu os olhos? E ele respondeu: Que é profeta.” – João 9:16-17

    [Parte 2 aqui...
    Que o Senhor te abençoe e te guarde! Ele é bom! =]

    Mais textos de Edificação:

    Escrito por:Vítor M. Fagundes

    Baiano, nascido em setembro de 1995, curte escrever (de textos a códigos) e, para ele, o normal é não ser normal. Acredita soberanamente na graça e que viver é pertencer a Jesus. Se encontrá-lo por aí, no mínimo, ouvirá que Deus é bom, muito bom! =]

    • Comentários

    Seja o primeiro a comentar!

    Deixe teu comentário!

    Conte-nos algo sobre o texto! Será um prazer ouvir você! =]

    Topo