• Eterno Inconformado
  • Eterno Inconformado
  • 6 de ago de 2018

    #218 Aflição e filiação

    O teu estar não define o teu ser. A aflição pode ser uma porta para o jardim de intimidade com Cristo. Ele sabe muito o que é estar aflito, pois ele se viu afligido. As coisas mudam diante da perspectiva que você dá a elas. Diante das aflições, lembre-se de quem é Teu Pai. E aflição é você e Ele a sós em uma conversa de Pai para filho.

    O castigo que nos traz a paz estava sobre Ele!

    As aflições tentam nos fazer esquecer das promessas que o Senhor nos fez. (Lucas 24:1-8)
    Quando Maria Madalena, Maria, Joana e outras mulheres foram ao sepulcro de Jesus, encontraram a pedra que o tapava revolvida e o corpo do Mestre não estava lá. Estando elas muito perplexas, aparecem dois anjos informando que Jesus ressuscitou, conforme Ele mesmo havia dito. Talvez, o fato de Jesus ter morrido as desestabilizou de modo que elas esqueceram do que Ele lhes prometera, entretanto após o lembrete trazido pelos anjos, aquelas mulheres lembraram-se das palavras de Jesus.

    Lembrete: Diante das aflições, não se esqueça do que Ele nos prometeu! Lembre isso também àqueles que estão aflitos e desesperados.

    Surpresas (Marcos 16:10-13; Lucas 24:9-12; João 20:1-6)
    Parecia muito para os discípulos acreditarem que Jesus havia ressuscitado. A notícia da ressurreição veio por Maria Madalena e por meio dos dois discípulos que estavam indo para Emaús, mas nem ainda assim, eles creram. Um pouco mais adiante, Pedro e outro discípulo saíram correndo para o sepulcro ver se tudo aquilo era verdade. Engraçado que o outro discípulo correu mais rápido que Pedro e chegou primeiro ao sepulcro, apesar de não ter entrado, ao contrário de Pedro que vendo os lençóis no chão, entrou e ao sair, admirou consigo mesmo o que tinha visto. 

    Imagine como estava o coração desses homens... a ansiedade, a esperança que lhes parecia perdida ressurgir! Ainda mais para Pedro diante das decepções que ele teve consigo mesmo após negar por três vezes que conhecia Jesus. 

    Sim, o que não subiu ao nosso coração é o que Ele tem preparado para nós! Inclusive a visão da glória e uma nova vida para quem, antes, só conheceu dor e frustração.

    A decepção deu lugar à esperança (Lucas 24:13-35)
    Um dos registros mais épicos da Bíblia é o encontro de Jesus com dois dos Seus discípulos no trajeto para a aldeia de Emaús:

    Estes dois homens estavam conversando sobre a morte de Jesus, questionando um ao outro sobre tudo o que aconteceu, quando o próprio Jesus se aproxima (sem esses discípulos saberem que era Ele) e pergunta o porquê de eles estarem tristes e sobre o que estavam a conversar. Um dos homens responde, em outras palavras, mais ou menos assim: “ - Você tem caminhado em Jerusalém e não sabe do que tem acontecido aqui?!” Acho tão engraçado e ao mesmo tempo surpreendente, Jesus se fazendo de desentendido, porque Ele sabendo de tudo, pergunta quais coisas estavam acontecendo quando o homem continua a respondê-Lo: “ – É sobre Jesus, que foi profeta, poderoso diante de Deus e de todo o povo, mas os sacerdotes e príncipes o crucificaram. Esperávamos que ele remisse Israel, mas já tem três dias que Ele morreu.”

    Nessa hora, Jesus lhes pergunta se não era necessário que tudo aquilo acontecesse e mostra-lhes o que estava escrito sobre o Cristo, quando de repente chegam ao seu destino. Jesus estava se distanciando, mas aqueles homens Lhe convidaram para ficar. Jesus ficou com eles aquela noite e enquanto partia o pão, os olhos deles foram abertos e então conheceram que aquEle era Jesus! É quando um diz ao outro: você percebeu que enquanto Ele falava das Escrituras no caminho, nossos corações não ardiam?! E correram para espalhar a notícia: Sim, é verdade, Ele res-sus-ci-tou! 

    Com essa história, podemos aprender uma série de coisas: 

    01. O cuidado de Jesus é constante. Ele está caminhando conosco em meio às aflições mesmo que não O notemos. Ele conhece nossas tristezas e quer sempre nos ouvir... que falemos do que está nos afligindo. 
    02. Ele não faz tudo o que queremos. Aqueles homens esperavam que Jesus livrasse Israel do domínio de Roma, mas Seu plano era uma redenção muito maior do que apenas libertá-los do poder de homens! 
    03. Ainda que se passem três dias ou o tempo que for, não conjugue o verbo esperar no passado. Ao invés de dizer “eu esperava que Jesus...”, diga: eu espero em Jesus! 
    04. Nada foge do controle soberano de Jesus. Tudo acontece segundo Seu querer. Era necessário que Ele morresse para, assim, ressuscitar, assim como “foi-me bom ter sido afligido, para que aprendesse os teus estatutos - (Salmos 119:71)”. 
    05. No relacionamento com Jesus, no convite para que Ele esteja conosco, na intimidade O conhecemos e nossos olhos são abertos! Sua Palavra, Sua voz arde em nossos coração, nos faz conhecê-Lo e crer em Suas promessas. 

    E se tem uma coisa que Jesus ama fazer é nos deixar de boca aberta =O 
    Porque Ele sempre faz muito mais do que sonhamos ou pedimos. Ele é bom e isso basta! 

    Que Ele te abençoe e te guarde! =]

    Mais textos de Edificação:

    Escrito por:Vítor M. Fagundes

    Lajedinhense nato (BA), nascido em setembro de 1995, curte escrever (de textos a códigos) e fazer arte. Para Vítor, o normal é não ser normal. Acredita soberanamente na graça e que viver é pertencer a Jesus. Se encontrá-lo por aí, no mínimo, ouvirá que Deus é bom, muito bom! =]

    • Comentários

    Seja o primeiro a comentar!

    Deixe teu comentário!

    Conte-nos algo sobre o texto! Será um prazer ouvir você! =]

    Topo