• Eterno Inconformado
  • Eterno Inconformado
  • 15 de jun de 2017

    #197 Vai ter virada. E daí?!

    Calma aí, porque não é bem o que você está pensando. Para começo de conversa, odeio e abomino com todas as minhas forças a teologia triunfalista e antropocêntrica que visa colocar nossos próprios interesses na frente do Evangelho de Cristo. Dito isso, prossigamos.

    meme menina desastre

    Há uma música gospel bem popular cantada em várias igrejas pelo Brasil que leva o mesmo título deste texto: Vai ter virada, cantada por Amanda Ferrari. É uma canção bem triunfalista, que tem como plano de fundo a história de Mardoqueu e de Hamã, mencionados no livro de Ester. Com este texto, não quero criticar a música em si (talvez no final, façamos isso), mas deixar uma pergunta: quando a “virada” chegar, o que é que você vai fazer? Vai usar a vitória para humilhar quem te humilhou, pagando na mesma moeda ou vai agir como um cristão, de fato, do mesmo modo que o Mestre Jesus?

    “... na tua ira lembra-te da misericórdia.” – Habacuque 3:2b

    O verso acima é trecho de uma conversa do profeta Habacuque com o Senhor Deus. Habacuque, depois de fazer um monte de perguntas, pede ao Senhor para que em horas de ira, Ele viesse a se lembrar da misericórdia. Essa frase da oração de Habacuque pode ser extremamente útil para nossos dias: na ira, lembremo-nos da misericórdia. Note alguns exemplos de pessoas que viveram uma “virada”; note também o que eles fizeram quando a virada chegou:

    José (Gênesis 45:3-8): Odiado e vendido por seus irmãos, José vivenciou vários momentos difíceis por cerca de 13 anos. Injustiça, traição, prisão... realmente, o momento de sua juventude sofrida foi essencial para o seu amadurecimento espiritual e pessoal. Teve virada na vida de José, mas Ele não precisou humilhar nenhum daqueles que lhe feriram no passado. José não se deixou levar pelo poder ou pela honra. Ele, simplesmente, estendeu a mão a quem havia lhe ferido. José conhecia a Deus; ele foi lembrado da misericórdia nos momentos de ira.

    Davi (1 Samuel 24): O menor dentre os seus irmãos, trabalhador brutal do campo e o mais importante rei da história de Israel. Esse foi Davi, um dos personagens mais famosos da Bíblia, inspiração para várias canções sobre triunfalismo, todavia Davi, segundo o que a Palavra nos mostra, foi alguém que entendeu que ele era, sim, um rei, mas que diante da majestade de Deus, ele era filho e servo. A virada ainda não tinha chegado na vida de Davi, mas, bem antes disso, ele teve mais de uma oportunidade de, literalmente, matar o homem que mais lhe perseguia: o rei Saul. Porém, em todas as oportunidades, Davi se isentou de tal ato. E quando a virada aconteceu, Davi foi lembrado da misericórdia e de uma promessa que ele havia feito de que cuidaria dos parentes do seu “inimigo”. Um desses parentes do rei Saul foi o famoso Mefibosete, nosso próximo personagem.

    Mefibosete (1 Samuel 20:14-15; 24:21-22; 2 Samuel 9): Chamei Mefibosete de famoso porque, quem nunca ouviu falar algo como “você vai comer na mesa do Rei?”. Sim, Mefibosete foi “honrado”, mas a história verdadeira, omitida em canções e pregações triunfalistas é que essa virada na vida dele foi por misericórdia (graça, em nossos dias). Ao ser “honrado” e sair da terra do esquecimento para ir comer na mesa do rei Davi, Mefibosete foi humilde e reconheceu que ele não era digno de tal tratamento - diferente de nós que nos achamos totalmente aptos e prontos a sermos exaltados por Deus, por pensarmos que os humilhados serão exaltados -. Sim, isso procede, mas é Ele quem decide a quem exaltar, não nós mesmos, e, quando Ele faz, é para Sua glória, não nossa.

    Jó (Jó 42:1-6, 10): Jó viveu a virada mais impressionante que alguém pode experimentar. Primeiro, teve a parte mau, onde ele perdeu filhos, saúde e bens. Em meio a tudo isso, amigos e conhecidos vêm lhe questionar e tentar entender o porquê de todo aquele sofrimento vivido por ele. Depois, aprouve ao Senhor, trazer a virada surreal para Jó, reestabelecendo sua saúde e lhe dando uma porção dobrada de tudo o que ele havia perdido. O legal é que quando a virada chegou na vida de Jó, ele, além de se ver mais fortalecido espiritualmente e confessar ter visto a Deus, sendo que antes só ouvia falar dEle, Jó ainda ora por seus amigos que estavam ali lhe acusando o tempo inteiro. Melhor: o Senhor virou, literalmente, a vida de Jó, enquanto ele estava orando pela vida dos seus amigos! Épico, não?!

    Ester e Mardoqueu (Ester 8): O personagem principal da música “Vai ter virada” tem características que não aparecem em nossos corações enquanto desejamos ser honrados por Deus. Sim, o que a canção relata é bíblico, porém... fora do contexto. A canção coloca Mardoqueu como alguém que Deus exaltou para ser visto e ter o ego inflado, mas o que a Palavra nos mostra é bem diferente, por uma série de motivos:

    1. No livro de Ester, não aparece o nome “Deus”. Ainda assim, sabemos que é Ele quem está “nos bastidores”, trabalhando em favor de Seu povo. Ter Ester como rainha e Mardoqueu “exaltado” estava nos planos soberanos do Senhor. Nada foi por acaso.

    2. A “virada” que Mardoqueu vivenciou não foi egoísta porque o propósito principal que ele tinha em seu coração era livrar todo o seu povo da morte e da sentença que Hamã tentou dar a todos os judeus. Compaixão e misericórdia definem.

    3. Ester e Mardoqueu viveram a “virada”, mas sabiam da responsabilidade que isso lhes custava. Assim como José, Daniel e outros personagens da Bíblia, o poder que eles tinham em mãos era usado para glorificar a Deus e ajudar outras pessoas; não para se autopromoveram diante de tudo e de todos.

    Para concluir, agora você tem duas opções: ou você se vinga e pede para Deus matar quem te feriu ou você perdoa e pede (não perde) para Ele se revelar a quem te fez mal. Garanto que a segunda opção é bem melhor, é a que Jesus quer que você faça. A maior virada, a maior volta por cima que você pode dar é passar por cima de você mesmo, do teu orgulho a fim de agradar o bom Deus. Quem manda é Ele; quem deve respeitá-Lo, somos nós.

    Que o Senhor nos ajude, nos abençoe com Sua graça a cada dia e nos guarde do mundo, do mal e de nós mesmos. E vamos continuar subindo, porque Ele é bom! =]

    Leia também:
    Mais textos de Exortação:

    Escrito por:Vítor M. Fagundes

    Baiano, nascido em 1995, curte escrever (de textos incomuns a códigos de programação) e, para ele, o normal é não ser normal. Depois de ser achado por Cristo, Vítor descobriu o que é viver e o que é a felicidade plena. Se encontrá-lo por aí, no mínimo, ouvirá que Deus é bom, muito bom! =]

    • Blogger
    • Disqus

    Seja o primeiro a comentar!

    Deixe teu comentário!

    Conte-nos algo sobre o texto! Será um prazer ouvir você! =]

    Topo