• Eterno Inconformado
  • Eterno Inconformado
  • 25 de dez de 2018

    #247. Asas quebradas

    Anda cheia de hipérbatos a minha vida, tão quanto este texto.

    Não é sinônimo de ausência o silêncio. Jesus disse que conosco estaria todos os dias! E apesar de nem sempre notá-Lo como gostaríamos, Ele está sempre lá (ou no meu caso, aqui). Se de esconde-esconde com Seus filhos Deus brinca, ficaremos felizes ao encontrá-Lo. Se não, ou Ele pode tomar a frente e salvar a todos ou encontrar-nos-emos dentro de Seu coração.

    Para estar com quem amamos, encontramos tempo. Estar com quem se ama é perder a noção de tempo; não amar é perder tempo. Os temporais não duram para sempre, não duram todo o tempo. São temporais e temporários; não amar é ganhar tempo. E é por disso saber que respeito o tempo de quem quis se lavar nas águas dos temporais da alma, de mala pronta com medo da lama, bagunçadas como anagramas, sozinhas em seus casulos, pois já feriu não uma, mas duas vezes o meu amor: amor de quem cortou suas asas para lhes fazer voar. E a porta continua aberta.

    A decisão que menos nos causa dor parece ser a melhor a curto prazo, porém se não enxergarmos outras opções, se não ponderarmos consequências a longo prazo, se não entendermos que decisões difíceis requerem sacrifícios (e determinação forte), não aprenderemos que há um preço a pagar para apagar os rascunhos rabiscados durante a revisão e reexistir.

    “O governador que dá atenção às palavras mentirosas, achará que todos os seus servos são ímpios” – Provérbios 29:12

    Uma coleção de dez cartões telefônicos em cinco anos, completei. Parece muito tempo, mas na época, tempo era uma palavra que eu desconhecia. Nenhum daqueles cartões se repetiu; todos vieram às minhas mãos, cada um ao seu modo. Eu não os negociava com ninguém, mas, se necessário fosse, buscaria ter aqueles que ainda não tinha, embora sei que sempre fui agraciado. Foi tudo questão de interesse.

    Imagem "Asas Quebradas" por Mike Alegado

    Você pode aprender a ser moderado, ponderar a imagem que se tem passado e não se deixar levar pelo que falam. Nada é tão pesado quando se tem a motivação certa, quando se é levado pelo que é leve. É tudo questão de interesse.

    Foi da dor à alegria pedindo intensidade e sensibilidade o prófugo que juntou seu tudo e destruiu os papéis do passado, reiniciados diante de um pedido por avivamento que tornou suas dúvidas esclarecidas durante o processo de consolidação. É tudo questão de interesse.

    “Eu sei, ó SENHOR, que não é do homem o seu caminho; nem do homem que caminha o dirigir os seus passos.” – Jeremias 10:23

    Me faz desconfiar esse jeitinho de bom moço que me mostra que o interessante nem sempre me interessa. Deixe eles verem. Que se virem eles. É tudo questão de interesse.

    Mudando como mudaste, carregue o vaso ainda que a flor não tenha brotado. Você é diferente! Entre a rota e a rotina, continue espalhando a semente. Tenha e mantenha uma motivação somente. Nem sempre estarei presente, mas, diante do imprevisível, segure-se à promessa. Te dou minha palavra. Em Jesus me encontrei ao ser encontrado. Não cortarão minhas asas novamente, vencida a guerra está.
    Leia mais textos XXIII:
    • Comentários

    Seja o primeiro a comentar!

    Deixe teu comentário!

    Conte-nos algo sobre o texto! Será um prazer ouvir você! =]

    Topo