• Eterno Inconformado
  • Eterno Inconformado
  • 1 de dez de 2018

    #237. Filipe e a Caça ao Tesouro

    Ao nos chamar, Cristo nos dá uma nova história e, consequentemente, nos dará novos nomes. O momento mais épico onde teu nome será chamado será quando você escutar o Pai te chamar a entrar em Seu reino e cear com Ele e não em uma convocação para uma vaga de emprego, estudo, altar ou seja lá o que for. Ganhará os tesouros celestiais aquele que perder sua vida aqui a fim de buscar com intensidade, constância e diligência o tesouro que nos foi dado por Deus em Cristo!

    Já parou para pensar o quão épico será em você se ver pela ela ótica do teu Criador, totalmente livre dos teus próprios rótulos e do que dizem sobre você?!

    “Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido.” – 1 Coríntios 13:12

    Na narrativa de João 1:43-51, lemos que Filipe, um dos doze apóstolos de Jesus, foi um dos primeiros a ser convidado pessoalmente pelo Mestre a segui-Lo. Ao ouvir o “segue-me” dito por Cristo, Filipe, além de ir, trouxe um amigo chamado Natanael para também conhecer a Jesus. Natanael, meio desconfiado, hesitou em conhecer alguém vindo de Nazaré, mas Filipe apenas responde-lhe dizendo: venha, Natanael, e veja com teus próprios olhos! Jesus ao encontrar Natanael, recebe-o com o maior amor e aquele que antes hesitara em conhecer o Mestre, ao contemplá-Lo, reconhece-O como Filho de Deus!

    Jesus! Deus! Céu! \o/

    Mais adiante em João 12, a narrativa a partir do verso 20 mostra-nos que alguns gregos desejam ver a Jesus (os gregos tinham à época uma busca pelo homem perfeito, tanto que Lucas escreveu o Evangelho direcionado ao povo da Grécia). E nesse desejo dos gregos de verem a Jesus, a quem eles recorreram? A Filipe!

    Filipe parece ser um referencial daquele tipo de pessoa que leva outros a conhecerem a Cristo.

    Quando Filipe anuncia a Jesus que uns gregos desejam vê-Lo, Jesus anuncia Sua paixão e Sua morte por amor ao Seu povo em um fala seguida da mensagem de renúncia a quem deseja segui-Lo: quem ama a sua vida perdê-la-á, e quem neste mundo odeia a sua vida, guardá-la-á para a vida eterna (Jo 12:25).

    Questionado sobre como pode morrer aquEle que deveria viver eternamente, Jesus exorta aquele povo a andar enquanto se tem luz e que quem anda nas trevas não sabe para onde vai. Aqui fica a lição de renúncia e perdas que geram ganhos em Cristo. Após dizer isso, Ele retirou-se e escondeu-se deles.

    Conhecer a Cristo é também ter ciência de que o caminho é árduo, mas Ele está o tempo todo caminhando conosco no caminho que é Ele próprio! Ele mais do que ninguém conhece o final: Ele vence!

    Tudo isso visto até então nos mostra que ao desejarmos ver Jesus, devemos ter ciência de três coisas: primeiro que ao conhecermos Seu amor e o prazer de pertencê-Lo, não conseguiremos ficar com esse “segredo” apenas para nós. Segundo que para vê-Lo, será necessário olharmos muito menos para nós mesmos e para nossos próprios desejos. Tudo isso atrelado ao terceiro ponto em que nunca estaremos satisfeitos e sempre precisaremos buscá-Lo mais e mais de modo constante.

    “Então me invocareis, e ireis, e orareis a mim, e eu vos ouvirei. E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração.” – Jeremias 29:12-13

    Foi Filipe também quem pediu a Jesus para mostrar o Pai. Note na passagem, que ele usou “mostra-nos”, indicando o desejo não de ele somente ver Deus, mas um pedido para que os outros apóstolos também vissem ao Pai. É quando Cristo responde:

    “[...] Estou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido, Filipe? Quem me vê a mim vê o Pai; e como dizes tu: Mostra-nos o Pai?” – João 14:9

    Perceba que diante da pergunta de Filipe, Jesus nos ensinou sobre a unidade dEle com o Pai. É na curiosidade que obtemos respostas. É batendo que a porta se abre. É buscando que se encontra o tesouro escondido em Deus!

    P.S.: Em Atos 8, também aparece outro Filipe, o evangelista que foi “teletransportado”! Mas, a história dele e de outras passagens épicas da Bíblia ficam para um próximo texto! =]
    Mais textos de Edificação:

    Escrito por:Vítor M. Fagundes

    Lajedinhense nato (BA), nascido em setembro de 1995, curte escrever (de textos a códigos) e fazer arte. Para Vítor, o normal é não ser normal. Acredita soberanamente na graça e que viver é pertencer a Jesus. Se encontrá-lo por aí, no mínimo, ouvirá que Deus é bom, muito bom! =]

    • Comentários

    Seja o primeiro a comentar!

    Deixe teu comentário!

    Conte-nos algo sobre o texto! Será um prazer ouvir você! =]

    Topo