• Eterno Inconformado
  • Eterno Inconformado
  • 8 de jul. de 2020

    #326. 2 Tessalonicenses: A Constância

    Não é para relaxarmos! Vão tentar nos confundir a respeito da nossa fé e esperança em Cristo, mas, como os tessalonicenses, precisamos ser firmes e constantes. Continuemos firmes no conhecimento do nosso Deus, pois Ele, que é bom, tem nos guardado! Amemos Sua Presença e Sua vinda!

    A segunda carta do apóstolo Paulo aos tessalonicenses é uma ratificação de temas que ele havia iniciado na epístola anterior: (1) a igreja precisava estar atenta, pois queriam confundi-la a respeito da vinda de Jesus; (2) mais uma vez, ele exorta alguns irmãos a trabalharem com as próprias mãos em vez de abusarem da generosidade alheia. 

    “Então, irmãos, estai firmes e retende as tradições que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa. E o próprio nosso Senhor Jesus Cristo e nosso Deus e Pai, que nos amou, e em graça nos deu uma eterna consolação e boa esperança, console os vossos corações, e vos confirme em toda a boa palavra e obra.” – 2 Tessalonicenses 2:15-17

    Assim como em 1 Tessalonicenses, Paulo continua encorajando os irmãos de Tessalônica em face do sofrimento. A salvação deles era certa, e aqueles que lhes perseguiam seriam julgados com reta justiça pelo Senhor – cuja vinda, que não passará despercebida, será precedida de uma série de eventos, incluindo uma grande apostasia. 

    “Ora, irmãos, rogamo-vos, pela vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, e pela nossa reunião com ele, que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, o qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus.” – 2 Tessalonicenses 2:1-4

    No tocante ao segundo tema (a ociosidade e preguiça de alguns irmãos), Paulo diz que esses devem trabalhar por seu próprio sustento. Se eles não obedecerem, a igreja precisa se dissociar deles, mas sem tê-los como inimigos, mas, sim, como irmãos. 

    “Porquanto ouvimos que alguns entre vós andam desordenadamente, não trabalhando, antes fazendo coisas vãs. A esses tais, porém, mandamos, e exortamos por nosso Senhor Jesus Cristo, que, trabalhando com sossego, comam o seu próprio pão. E vós, irmãos, não vos canseis de fazer o bem. Mas, se alguém não obedecer à nossa palavra por esta carta, notai o tal, e não vos mistureis com ele, para que se envergonhe. Todavia não o tenhais como inimigo, mas admoestai-o como irmão.” – 2 Tessalonicenses 3:11-15

    Em suma, 2 Tessalonicenses nos ensina a não confundir generosidade com insensatez, reforçando o que Paulo já havia escrito em sua primeira carta àquela igreja. Devemos, sim, amar e ajudar uns aos outros, mas não abusar disso. Ter responsabilidade e fazer o que está ao nosso alcance a fim de não sermos um peso para outras pessoas também é muito importante.

    Segue reto!

    Deveras, ao passo em que agimos com constância e diligência, dando relevância ao relacionamento com Cristo e Seu reino, Ele, que detém a chave para o futuro, nos mantém firmes e seguros em Sua Presença, logo podemos descansar, pois no tempo apropriado, Ele voltará! Até lá, que a santificação seja constante, não uma eventualidade. E, por favor, continue subindo! 

    “Mas fiel é o SENHOR, que vos confirmará, e guardará do maligno.” – 2 Tessalonicenses 3:3

    Referências:
    Fee, G., & Stuart, D. (2013). Como ler a Bíblia livro por livro: um guia de estudo panorâmico da Bíblia. São Paulo: Vida Nova.
    Leia os outros textos sobre a visão geral dos 66 livros da Bíblia:
    • Comentários

    Seja o primeiro a comentar!

    Deixe teu comentário!

    Conte-nos algo sobre o texto! Será um prazer ouvir você! =]

    Topo