• Eterno Inconformado
  • Eterno Inconformado
  • 6 de jan. de 2020

    #295. Ezequiel: A Restauração

    Só podemos ser fiéis ao Senhor se o Seu Espírito habitar em nós! É Ele que nos fortalece e nos ensina a adorá-Lo!

    Se os eventos mencionados por Isaías acontecem entre 2 Reis 15-20 e aqueles narrados por Jeremias vão de 2 Reis 22-25 (começando mais precisamente em 2Rs 23:35), os escritos do profeta Ezequiel cobrem uma parte dos anos que antecederam a iminente queda de Jerusalém profetizada por Jeremias, enquanto outra parte do livro traz mensagens de Deus já para o povo exilado na Babilônia.

    O problema central trazido por Ezequiel é que em Jerusalém, o povo não só acreditava que sua cidade era inviolável, mas também que o exílio seria temporário, quando, na verdade, seria um episódio longo (e Jeremias já havia dito isso em Jr 28-29). É quando Ezequiel, direcionado por Deus, anuncia que Jerusalém seria, sim, destruída e que o Senhor abandonaria o templo (o que era algo impensável para o povo). Essa era uma consequência inevitável, afinal o povo estava mergulhado em uma vergonhosa idolatria e sincretismo.

    Todos esses avisos para o povo são dados por Ezequiel através de atos simbólicos que remetiam ao cativeiro que o povo vivenciaria. As visões tidas pelo profeta Ezequiel são pesadas! Elas mostram o quanto, de fato, Israel era uma casa rebelde e o quanto nós, seres humanos, somos totalmente culpados e indesculpáveis diante do Deus Santo! Leia, por exemplo, os capítulos 8, 16 e 23 e entenda o quão vexatória era a situação de Israel!

    Alguns capítulos do livro de Ezequiel trazem também profecias contra as nações com quem Judá se aliou, mostrando que eles também seriam punidos futuramente.

    Ezequiel: A Restauração

    A esperança de restauração do povo estava no futuro. Ezequiel também profetizou que eles teriam um novo Rei, um novo coração, uma nova terra e sua aliança com o Senhor seria renovada. Com isso, a Presença de Deus voltaria a habitar entre eles – o que vem a se cumprir por meio de Jesus, o Bom Pastor, e do Espírito Santo, o Presente do Senhor, que também é mencionado nas profecias de Ezequiel nos capítulos 36 e 37 –!

    No fim, todos saberão que Ele é o Senhor, que Ele é Deus! =]

    Referências:
    Fee, G., & Stuart, D. (2013). Como ler a Bíblia livro por livro: um guia de estudo panorâmico da Bíblia. São Paulo: Vida Nova.

    Leia mais textos A História de Deus:
    • Comentários

    Seja o primeiro a comentar!

    Deixe teu comentário!

    Conte-nos algo sobre o texto! Será um prazer ouvir você! =]

    Topo