• Eterno Inconformado
  • Eterno Inconformado
  • 24 de mai de 2017

    #184 Tinha um Pedro no meio do caminho (Pedro e a pedra)

    Tinha um Pedro no meio do caminho. Tinha uma pedra no meio do caminho de Pedro. No meio do caminho de Pedro tinha uma pedra. E a pedra (não a de esquina, claro) era sua própria escuridão.

    “Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém.”
    {2 Pedro 3:18}

    Em Lucas 22:31-34, Jesus avisa a Pedro de que Satanás queria “cirandá-los como trigo”, mas que Ele (Jesus) havia rogado ao Pai para que a fé do apóstolo não desfalecesse. Junto com o alerta, o Mestre Jesus orienta Pedro a animar e consolar os outros irmãos, assim que ele se convertesse. O alerta de Jesus a Pedro nos mostra que:

    1. Mesmo andando com Jesus, Pedro ainda não era convertido. Ele costumava resolver as coisas com sua própria força (como arrancar uma espada e cortar a orelha de alguém – João 18:10).

    2. Precisamos estar atentos, porque o Diabo busca brechas para cirandar em nosso meio. Todavia, muitas vezes, ignoramos esses alertas e confiamos demais em nós mesmos. Ao ouvir o aviso de Jesus, Pedro praticamente o ignorou e, confiando em si mesmo, disse que estaria pronto para seguir Jesus mesmo diante da morte. Logo em seguida, vemos que suas atitudes foram contrárias quando ele negou seu Mestre por três vezes.

    3. Após a dor de ver Jesus sendo levado para a crucificação, Pedro chora amargamente e se arrepende. Depois de toda a experiência com o Senhor, ele agora convertido escreve duas cartas para a igreja de Cristo.

    O Pedro antes de Cristo era carnal, agressivo, inconstante e orgulhoso. O Pedro depois de Cristo fala das coisas do alto, de conversão e vigilância com a carne, o Diabo e o mundo. Se antes de se converter, ele ignorou os alertas da “ciranda de Satanás”, ele convertido vem nos alertar de que o Diabo anda ao nosso derredor, como um leão, buscando a quem possa tragar.

    tinha uma pedra no meio do caminho

    Outras coisas que Pedro (já convertido) nos ensina:

    Senso de chamado: é necessário conhecer nossa identidade em Cristo, saber quem somos e o porquê de estarmos aqui. Pedro começa sua primeira carta falando da graça, da misericórdia e amor de Deus. Os erros do passado e os rótulos negativos não importam mais! Antes de servos, somos filhos e filhos amados e isso muda tudo! Como filhos, devemos conhecer, amar e obedecer ao nosso Pai. Estamos aqui para a glória dEle.

    Responsabilidade: a capacidade de responder por nossos atos, principalmente, por sermos filhos de Deus é muito grande e não podemos ignorar tal fato. Se filhos de pastores, prefeitos, professores ou qualquer outro líder já são cobrados como “exemplos”, filhos do Criador devem dar bons exemplos ainda mais! Somos humanos, sim, falhamos como qualquer um, sim, mas isso não é desculpa para errarmos deliberadamente. Não é o nosso nome que está em jogo, e, sim, o dEle! Deus é amor, é bom, é fiel e também é justiça. Ele julgará o mundo com ira, a começar pelos da casa (leia 1 Pedro 4:17). Por Ele nos amar, Ele nos exorta a fim de não nos perder! Note que boa parte do conteúdo das duas cartas que Pedro escreveu trata de santidade e bom testemunho (leia também Ezequiel 36).

    O importante é que nada mais importe: o exemplo mais notório de que Pedro agora estava convertido é o fato de que ele já não ligava mais para a dor. Ele estava certo de que sua partida estava próxima e sabia que morrer por amor a Jesus era motivo de alegria. Para ele, mais importante que buscar a salvação, era buscar um relacionamento íntimo e real com o Amado. Ele queria ver Jesus e ponto (leia este texto, este outro e este também).

    Esquentadinho, não mais: lembra que Pedro era aquele cara inconstante que queria resolver tudo na mão? Só para você ver a mudança, a conversão dele, leia 1 Pedro 3:15. Aí eu vi certeza de fé para a glória do bom Deus! Esqueça a ideia de que não devemos levar desaforos para casa. Devemos, sim, resolver certos fatos, mas nossas atitudes é que falam mais alto, e não nossas palavras. Pedro aprendeu a medir suas palavras.

    Para fechar este texto, vamos reler o verso base lá do começo: “Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém.” Ora, se Jesus usou Pedro para nos orientar a antes crescer na graça e conhecimento dEle, é porque por vezes optamos por crescer em outras coisas... elogios, reconhecimentos, méritos (coisas dos falsos ensinamentos que os falsos mestres do primeiro século proclamavam).

    Cresça na graça e no conhecimento do nosso Amado. Ainda não é o suficiente. Teremos uma eternidade para abraçá-Lo e estarmos com Ele, mas por que não começarmos agora?

    A Ele glória e honra hoje e para sempre.
    Que o bom Deus te abençoe e te guarde! E continue subindo! =]
    Mais textos de Edificação:

    Escrito por:Vítor Macedo

    Baiano, nascido em 1995 e fácil de ser caricaturado por ser barbudo e parecer um nerd. Não tem conta no FB e ainda não aprendeu a gostar do Whats. Além de gostar de psicologia e de coisas fora do comum, tem como hobbies escrever, fazer arte e mexer com códigos de programação. Depois de ser achado por Cristo, descobriu o sentido da palavra felicidade. Se encontrá-lo por aí, no mínimo, ouvirá que Deus é bom, muito bom! =]

    • Blogger
    • Disqus

    Seja o primeiro a comentar!

    Deixe teu comentário!

    Conte-nos algo sobre o texto! Será um prazer ouvir você! =]

    Topo